sexta-feira, 18 de abril de 2014

Raimundos



Raimundos é uma banda de rock brasileira formada em Brasília em 1987. O nome é derivado de uma de suas maiores influências, a banda Ramones. Com 8 discos autorais, 20 anos de estrada e mais de 3.000.000 de cópias vendidas o Raimundos está marcado na historia como uma das principais bandas de rock do Brasil. Após sofrerem uma baixa de popularidade após a saída do vocalista Rodolfo Abrantes em 2001, a banda decidiu continuar sem seu vocalista original.

História

Primeira fase

O grupo foi formado em Brasília no final do ano de 1987 com Digão na bateria e Rodolfo Abrantes na guitarra. Os dois eram vizinhos. Digão era muito influenciado por Dead Kennedys (ele considera o álbum Bedtime For Democracy o seu predileto). Na época, Raimundos era um cover de Ramones. No entanto, faltava um baixista. Rodolfo decidiu chamar Canisso para tocar com eles e com a entrada deste, a banda foi levada um pouco mais a sério.
A primeira apresentação da banda foi realizada na casa de Gabriel (cantor do Autoramas) durante a virada de ano de 1988, sendo que um dos presentes era Fred, que tornar-se-ia então baterista. A parte nordestina do som é reflexo da cultura familiar dos integrantes e das canções do compositor de forró Zenilton. "Minha família é da Paraíba, e eu me lembro que desde os dez anos, eu sempre ia naqueles churrascos com os meus pais. Tocava forró o tempo inteiro, e eu achava aquilo um saco. Só gostava das canções do Zenilton, por causa das letras sacanas, achava aquilo muito fera", explica Rodolfo numa entrevista da revista Bizz. "O pai do Rodolfo usava um disco do Zenilton para abanar o churrasco", lembra Canisso. Rodolfo é padrinho de Mike, filho de Canisso.
Esse ritmo manteve-se constante até a separação da banda dois anos após. Canisso iniciou estudo de Direito na UnB e teve filhos, Digão deixou de tocar bateria por problemas auditivos e começou a tocar guitarra. Rodolfo por sua vez passou a cantar na banda Royal Street Flesh, casou-se e mudou-se para o Rio de Janeiro.

O retorno e o sucesso pelo Brasil

O retorno se deu em 1992 com uma oportunidade em tocar em um bar de Goiânia. Como Digão havia passado para a guitarra a banda começou a procura por um baterista, chegando até a utilizar uma bateria eletrônica. Não obtendo bons resultados, recrutam Fred, que na época já era fã do grupo. No ano seguinte a banda gravou uma fita demonstrativa contendo Nega Jurema,MarujoPalhas do Coqueiro e Sanidade, iniciando então divulgação pelo país. A banda passou a ser reconhecida pela mídia e por outras bandas, que começaram a convidá-los a tocar no Rio de Janeiro. Chegaram a abrir apresentações de Camisa de Vênus e Ratos de Porão no Circo Voador, além de uma temporada para o Titãs.
Em 1994, lançam seu primeiro disco, intitulado apenas como Raimundos, pelo selo Banguela dos Titãs. O disco teve boa aceitação, vendendo mais de 150 mil cópias. O som pesado, com letras cheias de palavrões e com fortes influências nordestinas, chamou a atenção da mídia e do público, com canções como "Puteiro em João Pessoa""Nega Jurema" e "Marujo". Mas o grande sucesso do álbum foi a balada pornô-erótica "Selim", que impulsionou as vendas do disco e tornou a banda conhecida no país inteiro. O álbum foi de extrema importância para o cenário musical brasileiro, devido ao som inovador (intitulado "forró-core") e ao fato de ter sido um dos responsáveis pela "abertura de portas" para o rock dos anos 90, influenciando praticamente todas as bandas que se formariam depois.

Consagração nacional



Em 1995, voltam ao estúdio pra gravar Lavô Tá Novo, que sai pela gravadora Warner. O peso ainda estava lá, mas as influências nordestinas ficaram um pouco de lado. Com canções como a clássica Eu Quero Ver o Oco,Esporrei Na ManivelaPitando No KombãoO Pão da Minha Prima e I Saw You Saying (That You Say That You Saw)", o disco vende bem mais que o primeiro. E isso, somado com a participação da banda nos festivais Monsters of Rock e Hollywood Rock onde tocaram ao lado de grupos clássicos como Motorhead e Iron Maiden, consolidaram o nome Raimundos. Em 1996 a banda lança uma caixa com CD, história em quadrinhos e fita VHS chamada Cesta Básica.

Crise

Em 1997 vão até Los Angeles para gravar Lapadas do Povo. O disco deixa de lado letras e melodias engraçadas, investe no peso e em letras mais sérias. Entre as canções destacam-se "Andar na Pedra" com um clipe estrelado pelo ator Matheus Nachtergaele, uma regravação de Oliver's Army de Elvis Costello, e uma versão de uma canção dos Ramones, Pequena Raimunda (Ramona). Apesar das boas críticas, o disco acaba vendendo menos que os anteriores. Para piorar, em um show na cidade de Santos, litoral de São Paulo, um dos alambrados onde o público saía caiu, provocando a morte de oito pessoas e 67 feridos. A banda se abala com o ocorrido e cancela diversas apresentações.

Retorno ao sucesso

Em 1999 a banda volta ao sucesso com Só no Forévis, o disco mais vendido da banda. Um fato curioso foi que a primeira tiragem do CD foi roubada, o que levou os Raimundos a saírem tanto nas páginas policiais quanto nas páginas de cultura dos jornais. Fora esse pequeno incidente, tudo tinha voltado como antes, com letras mais debochadas e bem humoradas, assim como nos primórdios da banda. O disco emplacou vários hits nas rádios e na MTV, como "A mais Pedida""Me Lambe" e o maior sucesso Mulher de Fases, que torna a banda conhecida até por aqueles que não gostam de rock. Para coroar a ótima fase, em 2000 a banda lança, no auge de seu sucesso, junto com a MTV, o MTV Ao Vivo, que foi dividido em duas partes, gravado em Curitiba e São Paulo, um disco ao vivo reunindo os maiores sucessos da banda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário